domingo, 18 de abril de 2010

Etapa 3 - Avanço do Capitalismo: Seus custos e benefícios

A origem do capitalismo está situada na passagem da Idade Média para a Idade Moderna. É marcada pelo surgimento de uma nova classe social chamada burguesia que desenvolvia atividades comerciais para obter lucros. Dentro desta classe podemos ver os banqueiros e cambistas. As tendências capitalistas podiam ser expressas nestes profissionais através do acumulo de riquezas, controle do sistema de produção e necessidade / interesse pela expansão dos negócios e aumento das desigualdades sociais.
Com as grandes navegações a burguesia busca encontrar e desenvolver suas riquezas fora da Europa, buscavam-se metais preciosos, especiarias e matérias primas e este interesse financiado pela monarquia faz com que estes desbravadores alcancem o continente Americano.
Em relação à intensificação e alteração do processo de produção, a Revolução Industrial que se iniciou na Inglaterra no início do século XVIII fortaleceu o Sistema Capitalista, já que a alienação da mão de obra garantiu ao empresário aumentar sua margem de lucro motivado pela rapidez na produção e a produção em massa, logo baixa nos preços dos produtos. No entanto, os pontos negativos podiam ser vistos através do desemprego, baixos salários, falta de condições de trabalho, etc.
Já no século XIX, os países europeus passaram a incluir a Ásia e a África no sistema capitalista, mas de forma exploratória, tanto da matéria prima quando dos cidadãos destes países. Além disso, estes continentes foram continentes a consumir produtos industrializados dos países europeus.
O século XX é marcado pela evolução do sistema bancário e das instituições financeiras – quase as totalidades dos capitais em circulação passam pelo sistema financeiro. Além disso, houve no último século, a diversificação das unidades produtivas e sua especialização, de forma que grandes corporações conseguem desenvolver tecnologia em um país, ter unidades industriais em outro e ainda comercializa estes produtos em um terceiro país.
Além disso, o desenvolvimento acelerado dos meios de informação e comunicação e da tecnologia permite o comercio e outras transações bancárias de forma virtual. A globalização que se desenvolveu no seio do capitalismo, não tem de fato apenas características econômicas, mas interfere também nas relações sociais, sendo assim, através da internet, é possível conectar-se com outro indivíduo do outro lado do mundo em tempo real.
Enfim, as transformações que o mundo passou desde as expansões marítimas e que de forma rápida e dinâmica continua nos dias de hoje, são inquestionáveis. O que deve ser discutido a partir de então são os benefícios e consequências negativas que este processo acaba por gerar. Junto com a aceleração industrial apoiada no desenvolvimento tecnológico vemos o fim de várias frentes de trabalho, onde a mão de obra humana é substituída por estratégias tecnológicas. O desemprego é real e a globalização sucinta novos aprendizados e qualificações, mas todos sabem que em um mundo onde as diferenças sociais e culturais são chocantes, é fácil saber que aqueles que pertencem às classes mais ricas da sociedade é que estarão no poder das grandes corporações, no poder político e outros setores da sociedade, controlando os demais. É de se saber também que os benefícios que se tem através do capitalismo e da globalização são altos, mas ainda não se tem ao certo que custos este “rápido desenvolvimento” pode gerar. As sociedades mais pobres nos continentes mais explorados e o meio ambiente são expressões ainda simples destes custos.

Leitura das Matérias:

• Reportagem revista veja “A vitória dos ricos na globalização”, 29/05/2002. Disponível em:
http://veja.abril.com.br/290502/p_096.html
• Entrevista com Nicholas Stern, “Globalização não é um jogo inocente”. Disponível em:
http://www.globalizacion.org/entrevistas/SternGlobzBancoMundial.htm
• Texto de François Chesnais “Mundialização: o capital financeiro no comando”. Disponível em:
http://henriquesartori.com/fotos/aulas/1207407185.pdf

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário